Veja o real motivo do porque Breno Lopes não foi contratado pelo Vasco

Na tarde desta quarta-feira (20), uma conversa de Alexandre Mattos foi vazada. Os prints foram divulgados pela conta do Twitter “Arena Cruzmaltina” (@are_cruzmaltina), mostrando o dirigente explicando sobre a busca de atacantes e o processo de contratações que envolvem a 777 Partners e o Vasco da Gama.

“A 777 permitiu após o Sforza contratar um atacante, mas que teria que ser sem aquisição. Vieram os nomes de Pedro Henrique, Breno Lopes e André. Todos enviados imediatamente para a avaliação do Scout da 777. Pedro Henrique seria o mais em conta, aproximadamente 500 mil euros. Breno Lopes seria obrigação de compra, porém pagamentos somente em julho de 25 e julho de 26. André o mais caro, e não tinha como vir por empréstimo, teria que ser comprado.”

Contratação mais cara da janela do Vasco foi João Victor

Apesar de ser ligado a uma contratação de André, o jogador preferiu ir para o São Paulo, para jogar a Copa Libertadores da América. As prints continuaram explicando:

“Pedro Henrique foi vetado, porque tem 33 anos e poucos gols. Breno Lopes porque sempre foi reserva, também tem poucos gols, e acharam caro. André, pela idade gostaram, porém como tinha que comprar, foi vetado pela questão orçamentária.”

As prints continuaram com Alexandre Mattos explicando os processos da 777 Partners para contratar jogadores:

“Lúcio começou a trabalhar para aumentar o orçamento, para que pudéssemos comprar alguém. Passaram 16 dias quando finalmente foi aprovado o aumento de orçamento. Quando aumento o orçamento, em menos de 24 horas foi enviada a proposta oficial ao Vitória de Guimarães (por André).”